Partido Verde de São Paulo

Agrotóxico na Apicultura: Deputado do PV quer proteção as abelhas

13 03 2017

Por iniciativa do deputado estadual Padre Afonso Lobato (PV-SP), semana que passou foi realizada audiência na ALESP para discutir a pulverização aérea e os efeitos dos agrotóxicos na apicultura. O objetivo foi debater os PLs 405 e 406, ambos de 2016, apresentados pelo parlamentar verde e que tratam do assunto.

O professor doutor Lionel Segui Gonçalves, especialista em genética das anthophilas, disse na audiência que a morte das abelhas é uma preocupação mundial, por gerar consequências graves ao ser humano e ao meio ambiente, lembrando que essa letalidade está ligada ao uso de agrotóxicos. Comentou também sobre a iniciativa “Bee Or Not To Be” (semabelhasemalimento.com.br ), do Centro Tecnológico de Apicultura e Meliponicultura do Rio Grande do Norte (Cetapis), que busca educar a população e combater a morte de abelhas, até porque 70% da alimentação humana depende da polinização das mesmas.

A preocupação com os efeitos da pulverização aérea com agrotóxicos também foi explicada pela coordenadora da Campanha de Agricultura do Greenpeace, Marina Lacorte, ao destacar que o Brasil é o maior consumidor mundial dessas substâncias. O atual modelo de produção agrícola, principalmente no estado de São Paulo, é extremamente impactante ao meio ambiente, pelo grande uso de agrotóxicos. No caso da pulverização aérea, os riscos de contaminação são maiores, pois há de 30 a 70% de erro de alvo, afetando cursos de água e populações urbanas. Um dado muito preocupante é que o Estado de São Paulo consome sozinho 4% dos agrotóxicos do mundo.


Fonte: Gabinete do dep. Padre Afonso


Secretaria Estadual de Comunicação
Partido Verde - São Paulo

 

voltar ao topo

Partido Verde do Estado de São Paulo © 2016

Top Desktop version