Partido Verde de São Paulo

Deputado do PV quer o fim da gordura hidrogenada na mesa dos paulistas

Deputado do PV quer o fim da gordura hidrogenada na mesa dos paulistas

A fabricação e comercialização de gordura hidrogenada e o seu uso na fabricação de produtos alimentícios poderá ser proibida no estado de São Paulo, conforme Projeto de lei 1.375/2015, de autoria do deputado Padre Afonso Lobato (PV-SP), aprovado na Assembleia Legislativa no final de 2016, que agora aguarda sanção do governador Geraldo Alckmin.

A gordura hidrogenada – conhecida também como “gordura trans”, por ter sua molécula alinhada transversalmente e não de forma paralela como a da gordura natural – traz muitos malefícios à saúde. Por exemplo, pode-se citar problemas cardíacos, doenças degenerativas, obesidade, diabetes e outros danos comprovadamente associados a ela, que não é natural mas produzida por processo industrial.

“Essas doenças vinculadas ao consumo da gordura hidrogenada elevam o custo do sistema de saúde, comprometendo não apenas as futuras gerações, mas os serviços médicos e hospitalares”, justiça o parlamentar.

De acordo com a proposta, o descumprimento dessa proibição poderá acarretar aos infratores que produzirem ou comercializarem a gordura hidrogenada a apreensão da mercadoria, além de multa.


Fonte: Gabinete dep. Padre Afonso Lobato

Foto: ALESP

Secretaria Estadual de Comunicação
Partido Verde – São Paulo

voltar ao topo

Partido Verde do Estado de São Paulo © 2016

Top Desktop version