Partido Verde de São Paulo

COP 21: Carta Verde das Américas

verdes das americas2

Os Verdes das Américas têm demonstrado grande vitalidade, como resultado de sua complexidade histórica e multicultural - um produto do centenário encontro entre os povos autóctones e cultura ocidental. Esta diversidade multicultural e complexidade histórica estão se tornando a própria alma do movimento ambientalista. Nas Américas, ainda existem diversos mega ecossistemas e espaços naturais que regulam o clima. Este tesouro do património natural é protegido pelos partidos verdes da região.

Três dos mais poderosos Partidos Verdes do mundo podem ser encontrados na Federação de Partidos Verdes das Américas (FPVA): os partidos verdes do Brasil, Colômbia e México que, juntos, representam mais de 6 milhões de eleitores. Além de ocuparem diversos cargos oficiais dentro de seus governos, tanto no nível executivo quanto legislativo, estes partidos têm sido uma força motriz na implementação das agendas ambientais em seus respectivos países. É precisamente por isso que esses três partidos - México, Colômbia e Brasil - atualmente regem a Federação de Partidos Verdes das Américas, uma organização internacional com representação ativa em 13 países do continente. A FPVA foi criada em 1998 e, durante 17 anos, tem apoiado o fortalecimento da política ambiental por toda a região.

A FPVA considera que o aquecimento global não será controlado reduzindo parcialmente as emissões de CO2. Na verdade, consideramos que o mínimo necessário para estabilizar a situação global do clima deva ser um plano de emissões de gases que permita não mais do que 1,5 graus acima da temperatura média global. No entanto, acreditamos que a situação não possa ser controlada se a humanidade continuar a destruir sistematicamente os ecossistemas destinados a equilibrar as emissões de gases do efeito estufa; ecossistemas que regulam o clima mantendo as florestas, os mares e os oceanos vivos.

A única solução sustentável consiste em trabalhar sobre a raiz do desequilíbrio ecológico e isso implica no desenvolvimento da consciência ambiental da humanidade. Acreditamos que a obrigação essencial dos partidos verdes do mundo é promover condições de vida que permitam alcançar essa consciência ambiental.

Propomos:

- estabelecimento de sistemas de ensino que promovam uma visão alternativa da economia e da sociedade, aquela em que o planeta é visto como a casa comum para a humanidade e onde a vida seja respeitada em todas as suas formas;

- implementação de sistemas de justiça social a fim de permitir uma distribuição justa da riqueza e para combater a pobreza;

- modificação do atual modelo de crescimento econômico baseado na produção-consumo.

Em suma, os Verdes das Américas acreditam que a COP-21 deve chegar a um acordo para reduzir as emissões com objetivo de 1,5 graus e que o fundo criado para ajudar as nações mais vulneráveis seja realmente e utilizado para esse fim.

París, dezembro de 2015.


Federação de Partidos Verdes das Américas (FPVA)
Fonte: Secretaria Nacional de Relações Internacionais – PV

Secretaria Estadual de Comunicação
Partido Verde – São Paulo

voltar ao topo

Partido Verde do Estado de São Paulo © 2016

Top Desktop version