Partido Verde de São Paulo

PV-SP mantém ampla representação na Executiva Nacional

pv 001

Com era esperado, depois de eleita pelo Diretório Nacional do Partido Verde, a nova Executiva Nacional se reuniu, no último dia 29 de maio, e reconduziu o deputado federal José Luiz de França Penna (PV-SP) ao mandato de presidente da legenda para os próximos dois (2) anos. Além do presidente, o Partido Verde do Estado de São Paulo também elegeu para os cargos operativos da Executiva Nacional seus dirigentes; José Paulo Toffano, na Secretaria de Formação; Vera Motta, na Secretaria de Assuntos Jurídicos; Marcos Belizário, na Secretaria de Assuntos do Executivo; Roberto de Alvarenga Trípoli, na Secretaria de Direitos dos Animais; Kaká Werá, na Secretaria de Políticas Indígenas; Mariana Perin, na Secretaria da Juventude e Claudio Turtelli, na Coordenação do Núcleo de Estudos Estatísticos e Análises Políticas (NEEAP). Eduardo Jorge, Chico Sardelli, Beto Trícoli, Rogério Menezes, Ricardo Silva, Marco Mroz, Regina Gonçalves e Jovino Cândido completam o grupo dos dezesseis (16) dirigentes paulistas que figuram na formação da recém eleita Executiva Nacional do Partido Verde, composta por cinquenta e dois (52) membros e seis (6) Coordenadores Regionais.

Maior alinhamento entre Direção e Bancada

pv 002

Na primeira reunião da nova Executiva Nacional, além do processo eletivo para os cargos operacionais, temas que envolvem a relação da direção partidária com a bancada do PV na Câmara dos Deputados foram amplamente debatidos e, como medida de maior aproximação e integração, foram referendadas algumas medidas que doravante passam a vigorar.

Na questão disciplinar e de orientação de voto, por exemplo, sempre que necessário, a Executiva Nacional fará uso do chamado “fechamento de questão”, medida que obriga os membros da bancada a votar, seguindo a orientação partidária. Esta medida passará a ser adotada com maior frequência em votações de interesses programáticos e estratégicos da legenda. Neste sentido, ainda no decorrer da reunião, foi fechado questão contra o voto obrigatório, contra a flexibilização do Estatuto do Desarmamento e a favor da cota de 30% dos assentos nas casas legislativas reservadas as mulheres. Como esses temas estão na pauta e devem ir à votação em breve pela Câmara dos Deputados, o dirigente nacional e líder da bancada, deputado Sarney Filho (PV-MA), já foi orientado a fazer o encaminhamento da decisão aos seus pares. 

pv 003

Ainda, sobre a questão que envolve o sistema de governo, a orientação é para que todos os parlamentares da bancada façam parte, como membros, da Frente Parlamentarista e trabalhem para o seu fortalecimento. Esta orientação também foi estendida à todas as bancadas estadual e municipais da legenda, aonde o tema for tratado.


Novas direções estaduais

Assim com aconteceu na Direção Nacional, as direções executivas também serão reformuladas nos vinte e seis (26) estados e no Distrito Federal. Ainda na primeira semana de junho, todas as nominatas das novas direções estaduais, que também terão o prazo de 2 anos de mandato, serão encaminhadas aos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs). Na direção do estado de São Paulo, especificamente, os vinte (20) membros eleitos para o Diretório Nacional comporão a nova executiva estadual, que deverá escolher seus membros para os cargos operativos já na primeira reunião do grupo, marcada para o início da semana.


Orientações para 2016

Em relação as eleições municipais de 2016 a Executiva Nacional, no aguardo do término das votações que envolvem o projeto de Reforma Política em andamento no Congresso Nacional, já marcou uma nova reunião para o próximo dia 18 de junho, quando, entre outras deliberações, será formalizada uma “Carta de Orientação aos Dirigentes Estaduais e Municipais”, com instruções de procedimento e condutas estratégicas para o pleito que se avizinha.


Secretaria Estadual de Comunicação
Partido Verde – São Paulo

 

voltar ao topo

Partido Verde do Estado de São Paulo © 2016

Top Desktop version